23/09/2020 – Já está vigorando um aumento de 3,97% no preço da gasolina produzida pelas refinarias da Petrobras, tendo passado, na REFAP, de aproximadamente R$ 1,626, em 11/09, para R$ 1,690.

Em nota, a petroleira informou que sua “política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”.

Para o economista Edson Silva, “o quanto esse aumento vai repercutir no preço final ao consumidor vai depender de cada distribuidora, a quem a refinaria vende o combustível. Mas outros dois fatores podem impactar nesse momento: o aumento do ICMS no Rio Grande do Sul (http://www.espetro.com.br/site/2020/09/16/sobe-icms-da-gasolina-vendida-no-rs/) e o comportamento do etanol anidro que é adicionado à gasolina na base de 27%. Desde fim de agosto, até o último dia 18, o anidro subiu 2,21%”.

Em que pese o aumento de hoje, o preço da gasolina produzida pela Petrobras ainda soma uma redução de 5,24% no acumulado do ano.

 

 

Aumenta preço da gasolina nas refinarias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *