Uma redução de 1,32% foi anunciada pela Petrobrás no preço da gasolina vendida por suas refinarias, a partir deste sábado, dia 10. O combustível mineral, sem adição de etanol anidro, será faturado para as distribuidoras com o preço, sem impostos, de R$ 1,6734.

Essa foi a sexta redução seguida de preço da gasolina A anunciada pela Petrobrás nestes 10 dias do mês de novembro, totalizando uma queda de 10,46%. E a 15ª sucessiva desde o último dia 25 de setembro.

Com isso, os reajustes nos preços da gasolina produzida pelas refinarias caíram para um acumulado de 28,11%, desde que, em julho do ano passado, a petroleira praticou reajustes quase que diários nos preços da gasolina. Bom lembrar que não faz muito esse acumulado chegou ao recorde dos 57,34%, em 14 de setembro passado.

Essa sucessão de queda nos preços na refinaria pode criar “constrangimentos” no mercado, na medida em que o consumidor, olhando por seu prisma, espera igualmente queda nos preços praticados na ponta, pelos postos. E as distribuidoras, de quem os Postos compram o combustível, como se comportarão? E o preço do anidro produzido pelas usinas e misturado na gasolina, numa proporção de 27%?

“É uma doideira esse sobe e desce. O preço da Petrobras disparou e não tive como repassar todo aumento que recebi, preferindo reduzir minha margem pra não perder mais clientes ainda” – confessou atordoado um operador de posto. Agora, completa ele, o preço está em baixa, dia a dia. Como vou repassar, se há dois dias comprei por um preço maior?

Não dá pra continuar assim: uma hora sobre muito, dia após dia; outra hora cai, cai, cai.

 

Cai preço da gasolina vendida pela Petrobras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *