De acordo com a ANP – Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis -, o consumo de gasolina no Rio Grande do Sul, combustível mais vendido no Estado, caiu, em setembro, 3,9%, na comparação com agosto deste ano, interrompendo um ciclo de recuperação das vendas, iniciado em maio. Os postos de combustíveis venderam 291,2 milhões de litros contra 303 milhões em agosto.

Essa queda não pode ser atribuída a um fenômeno sazonal. Nos três últimos anos, a venda sempre cresceu no mês de setembro, quando comparado ao mês anterior. Certamente o aumento médio dos preços, da ordem de 3,1% entre um mês e outro, somado a um ambiente ainda impactado pela crise econômica, explica essa desaceleração do consumo. Uma queda ainda mais expressiva foi contabilizada pelo consumo nacional da gasolina, na casa dos 5,4%.

“Estimamos que a renda média gerada no setor caiu 0,9%, considerando apenas o faturamento dos revendedores.”

O economista da ES Petro diz que no ano o desempenho é positivo, tendo o consumo no Estado crescido 5,3%, confirmando a recuperação observada até o mês passado.

As vendas de diesel, termômetro da movimentação logística da produção econômica, tiveram, em setembro, um desempenho ainda pior no Rio Grande do Sul: caíram 2% em setembro comparado com agosto, passando de uma comercialização de 284 milhões de litros para aproximadamente 290 milhões de litros em agosto. Igualmente o registro é de queda do consumo de 4% frente a setembro do ano passado e de 0,3% no acumulado dos nove meses do ano em curso.

Da mesma forma, preços em alta – em setembro último, o preço médio do diesel subiu 2,2% – e o ritmo lento da economia explicam esse comportamento do consumo.

Cai consumo de gasolina e diesel em setembro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *