Passado o impacto inicial do aumento da PIS-COFINS, decretado pelo governo federal sobre os combustíveis, os preços da semana passada (30/07 a 05/08), tanto da gasolina como do diesel, se acomodaram à realidade de mercado, que costumam funcionar em uma economia de preços liberados.

Segundo levantamento da ANP – Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis -, o preço médio da gasolina ao consumidor no Rio Grande do Sul teve uma queda de 1,2% e de 0,2% em Porto Alegre, frente à semana anterior. No Estado, o preço médio passou de R$ 3,951 (semana de 23 a 29/07, primeira depois do aumento da PIS-COFINS) para R$ 3,902; e na capital gaúcha, o preço médio baixou de R$ 3,990 para R$ 3,981.

Quem não reduziu o preço foram as distribuidoras, que recebem o produto da refinaria, adiciona 27% de etanol anidro e entrega nos postos. De acordo com a ANP, no mesmo espaço de uma semana, o preço médio cobrado pelas distribuidoras aumentou 0,1% em Porto Alegre.

Dado esse comportamento, a queda no preço médio da ponta (venda ao consumidor) só foi possível, ao que parece, por perda de margem. Foi o que mostrou o levantamento da ANP, para quem a margem bruta dos Postos caiu 2,5% em Porto Alegre.

Preços da gasolina e do diesel se acomodaram semana passada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *