27/05/2020 – Novo aumento nos preços dos combustíveis passou a vigorar nesta quarta-feira, de 4,86% para a gasolina e de 7,1% para o diesel, produzidos pelas refinarias da petroleira. Foi o quarto aumento para a gasolina este mês de maio e o segundo para o diesel. Com isso, o preço da gasolina A  acumula um reajuste de 37,93% e o diesel 15,1%.

Flutuação acentuada do dólar na economia brasileira e aumento dos preços do petróleo no mercado internacional explicam, na lógica da Petrobras, esses sucessivos reajustes, bem incompatíveis com o agudo ambiente recessivo da economia brasileira.

Ao contrário, nos meses de março e abril, a Petrobras praticou várias reduções nos preços da gasolina produzida por suas refinarias, pelo que, no acumulado do ano, o saldo ainda é de redução, da ordem de 28,87%.

Em que pese os aumentos praticados no mês corrente, de 37,93%, na ponta, ao consumidor, os preços continuam caindo, conforme apurado pela pesquisa da ANP – Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Até a semana passada, o preço médio da gasolina vendida no Brasil já registrava, em maio, uma queda de 8,7%. Em Porto Alegre, a redução do preço médio ao consumidor já somava 9,6%.

Para Edson Silva, economista-chefe da ES Petro, “os postos sentem o menor faturamento, dado ao menor consumo  do combustível, devido ao distanciamento imposto pela pandemia do Covid-19 e à queda na renda dos consumidores”.

Refinarias praticam novo aumento no preço da gasolina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *